Publicado por: Alba Bloechliger | 11/09/2009

Quem são os “guias” de Hebreus 13?

Hebreus 13 menciona, três vezes, os “guias” (versículos 7,17,24, RA2). A palavra usada aqui (gr., hegéomai) descreve pessoas que conduzem os cristãos. Algumas traduções trazem “líderes” (veja, por exemplo, BLH e NVI). A mesma palavra grega é usada em outros lugares para descrever governadores (Mateus 2:6 e Atos 7:10).

Quem são estes guias ou líderes entre os discípulos de Jesus, e que tipo de liderança é praticada por eles? Hebreus 13:7 fala de guias que já haviam falecido. Este versículo pode incluir os apóstolos, que guiaram a igreja nos primeiros anos (veja Hebreus 2:3; Filipenses 3:17 e os primeiros capítulos de Atos). Hebreus 13:17 e 24 falam de guias ou líderes vivos, e assim inclui os presbíteros ou bispos, que foram escolhidos para pastorear as igrejas locais (veja Atos 14:23; 15:6,22; 20:17,28; Filipenses 1:1; 1 Timóteo 3:1-7; 5:17-19; Tito 1:5-9 e 1 Pedro 5:1-3). São as únicas pessoas na igreja hoje que têm alguma função de governar (1 Timóteo 3:4-5).

No mundo religioso atual, há muitos abusos nesta área de “liderança” nas igrejas. Algumas pessoas vão ao extremo de negar que “líderes” existem. Mas, como já observamos, os guias são um tipo de governador ou líder. O problema não está na palavra, mas nas idéias erradas sobre o papel destes pastores ou guias. Algumas observações podem nos ajudar:

ŒOs líderes no reino de Cristo são servos, não dominadores (Lucas 22:26; 1 Pedro 5:3).

Os pastores alimentam o rebanho pelo ensinamento da palavra de Deus. O homem que não sabe ensinar não pode ser presbítero (1 Timóteo 3:2; Tito 1:9-11).

Ž Estes guias lideram pelo exemplo de uma vida reta, e somente na congregação local (Hebreus 13:7; 1 Pedro 5:3).

O relacionamento dos pastores com as ovelhas é comparado ao de pai e filhos (1 Timóteo 3:4-5). Assim entendemos que os bispos vigiam (Hebreus 13:17) e dis-ciplinam (1 Timóteo 3:4), e que os outros cristãos lhes dão honra, respeito e sub-missão (1 Timóteo 5:17; Hebreus 13:17). A responsabilidade de ser “submissos” em Hebreus 13:17 descreve a disposição do cristão a ser convencido pelo ensinamento dos guias. Não devemos seguí-los cegamente, mas também não devemos mostrar uma atitude de rebeldia em relação aos nossos presbíteros.

Homens que pastoream bem são bênçãos de Deus, encarregados com uma enorme responsabilidade (Efésios 4:11-16).

-por Dennis Allan


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: